domingo, janeiro 27, 2008

"Uma Paixão Humana: O seu Cérebro e a Música" de Daniel J. Levitin

Levitin, Daniel J., Uma Paixão Humana: O seu Cérebro e a Música (This is your brain on music), Bizâncio, Tradução de Bárbara Pinto Coelho, 2007.

Daniel J. Levitin explora, neste seu roteiro solidamente construído, questões relacionadas com o efeito que a música produz no cérebro humano.
Para além de uma base científica bem sustentada e perceptível ao leitor leigo, Levitin introduz ao longo do livro exemplos de música e músicos universalmente conhecidos, ilustrativos das teses do autor e proporcionando, assim, uma compreensão harmoniosa da capacidade extraordinária do Ser-Humano em assimilar conteúdos musicais.
Mesmo antes de nascermos, se devidamente estimulados por um ambiente exterior profundamente musical e posteriormente acompanhados, por exemplo, por uma família de tendências e tradições musicais, as probabilidades de nos tornarmos músicos aptos ou simplesmente excelentes ouvintes de música, são superiores a alguém que não foi sujeito a essa influência. Na verdade, parece algo óbvio, no entanto, Daniel J. Levitin decifra os mecanismos que conduzem à aquisição destas “predisposições” e fá-lo de forma pormenorizada, escalpelizando as estruturas neuro-científicas e psicológicas que nos tornam Seres naturalmente musicais.

5 comentários:

Miguel Garcia disse...

Olá Carla!
Lembro-me de há uns anos, ver no telejornal um estudo feito por chineses, sobre esse curioso tema.
Acredito seriamente que provoque influências no desenvolvimento do gosto musical, mas acredito que ainda vá um bocado mais longe, até mesmo no carácter da pessoa.
Um abraço!

Carla Milhazes Gomes disse...

É um tema inesgotável... Como se explica que eu aprecie desde Pink Floyd a Chopin? Por um lado as tais influências familiares, mas por outro uma predisposição quase inata para certos sons... Como te digo Miguel, é daqueles assuntos que dá pano para mangas!

Abraço:)

Ana Paula disse...

Olá, Carla! Estive com o livro nas mãos. Pareceu-me bem interessante. Como sempre, a minha falta de tempo para tantos interesses,levou-me a não o ter lido. Mas fiquei feliz por verificar que o consideraste e que o trouxeste para aqui.

Julgo ser a influência do meio ambiente algo fundamental para a educação da sensibilidade musical. Por isso, seria importante um maior investimento nesta área em termos de educação. No entanto, mesmo sem essa influência, podemos educar-nos e sentir a nossa natureza musical. Mas é mais difícil, se o meio impedir o despertar desse "inato" que há em nós.

Beijinhos amigos e sempre interessados nas tuas leituras! :)

Carla Milhazes Gomes disse...

Olá Ana! A não-estimulação é meio caminho andado para a inadaptação, isto em qualquer área do saber...

Beijinhos amigos:)

Leonor disse...

Boas..

Alguem me sabe dizer onde posso encontrar este livro e quanto custa?

Muito obrigada

Leonor