domingo, abril 20, 2008

"O Maçon de Viena" de José Braga Gonçalves

Gonçalves, José Braga, O Maçon de Viena, Prime Books, 2005.

José Braga Gonçalves socorre-se de documentos julgados para sempre perdidos após a repressão nazi e reencontrados por acaso nos Arquivos Centrais da antiga República Democrática Alemã para escrever este romance que revela uma faceta menos pública do Marquês de Pombal: A sua ligação à maçonaria.
Dois amigos vivem épocas conturbadas nos países onde vivem, Otto numa Aústria acossada pela crescente vontade imperialista alemã que, através da figura emergente de Adolf Hitler, se pressente em perigo, e Cid num Portugal atormentado pela ditadura, vê-se preso no Limoeiro trocando correspondência tanto com Otto como com a Maçonaria Brasileira que teria em sua posse um maior número de documentos reveladores do papel assumido por Sebastião José de Carvalho Mello no seio da Maçonaria Portuguesa e Austríaca do que a Lisboa que albergara inúmeros documentos preciosos destruídos para sempre pelo terramoto de 1755.
A investigação em três frentes diferentes com o objectivo de desvelar os segredos do Ministro de D. José I, acompanha as dificuldades e aventuras pessoais dos protagonistas tão próximos do abismo da descoberta como do abismo da perdição a que as circunstâncias políticas dos seus países os parecem conduzir indelevelmente.
Tudo converge para a importância assumida pelo Marquês de Pombal na engrenagem maçónica a que a sua permanência como enviado português em Viena não terá sido estranha e a vertigem do conhecimento a que acedem os investigadores é apenas comparável à vertigem de aniquilação que a Europa experimenta.
Algumas revelações interessantes sobre a expulsão dos Jesuítas e a execução dos Távoras, em correlação com o simbolismo e génese maçónicas, tornam a obra duplamente aliciante e, de certa forma, obrigatória para quem pretenda alargar os seus horizontes históricos face a uma das figuras de maior destaque da História Portuguesa do Século XVIII. Uma face de um poliedro.

10 comentários:

Pedro disse...

Em primeiro lugar, parabéns pelo blog! Gostei imenso e receio que vou aumentar a minha lista de livros consideravelemente! =)

Quanto a este livro, como sou fã de História fascinou-me à primeira vista! Obrigado pela sugestão.

Um grande abraço

Ana Paula disse...

Bem interessante esta outra face do Marquês de Pombal! A temática da Maçonaria e seus mistérios é sempre muito apelativa!

Obrigada pelas tuas sugestões, sempre a ter em conta!

Bjs :)

Carla Milhazes Gomes disse...

Obrigado pela visita Pedro:)
Se gostas de História, este é, sem dúvida um livro de que irás gostar, para além do facto de ser agradável enquanto obra literária.

Abraço:)

Carla Milhazes Gomes disse...

Ana, realmente a temática da Maçonaria interessa-me por se saber tão pouco de concreto a seu respeito (embora se saiba cada vez mais...); as motivações do Marquês de Pombal enquanto Ministro associadas à sua faceta oculta de membro proeminente da Maçonaria clarifica alguns acontecimentos marcantes dos anos em que se manteve no poder...

Beijinhos:)

Iceman disse...

Boas,

ando com este livro debaixo de olho há algum tempo, a tua opinião apenas veio aguçar mais essa curiosidade.

Muito boa!
Parabéns!
Nuno

Carla Milhazes Gomes disse...

Curiosidade justificada, é chamativo o tema (para quem se interessa, claro) e a figura histórica que evoca... Enfim, a minha curiosidade em relação a esta obra já está saciada;)

Abraço:)

JBG disse...

Olá Carla Milhazes:
Li os gentis comentários acerca do meu livro "O Maçon de Viena".
Caso possa contribuir para a vossa discussão, sinta-se à vontade em me contactar pelo mail jbragameister@gmail.com
Um Abraço,
JBG

Carla Milhazes Gomes disse...

Caro José Braga Gonçalves: Agradeço-lhe a visita ao blog, é um privilégio que o Autor de uns dos livros comentados neste blog se manifeste. Obrigado também por se ter disponibilizado para "iluminar" o conteúdo da obra, não é vulgar um escritor descer à terra desta forma.

Abraço,
CMilhazes

JBG disse...

Olá Carla:
Cá recebi o seu mail, ao qual já respondi. Se entender editá-lo neste seu blog e estender o desafio aos participantes, não hesite.
Um abraço,
JBG

lauracoomans@gmail.com disse...

Dr. Braga Gonçalves, comprei os seus livros que são de leitura apaixonante , principalmente para quem gostar de História como eu. Infelizmente emprestei-os e a pessoa em causa não os encontra. Ontem estive na FNAC e os livros não se encontram disponíveis, o que eu lastimo vivamente. Haverá oportunamente outra edição? Assim o espero. Respeitosos cumprimentos Laura Margarida